Simplesmente-Única

"O vento só leva quem se deixa levar" (Rose Felliciano)

Textos


Hoje Quintaneei...

"Hoje Quintaneei...
Na simples simplicidade de escrever ...
Da vontade de viver dia a dia
De não dar nomes aos rios
de amar baixinho... deixando em paz os passarinhos...

Sem alardear em vozes expostas
Não me importanto mais com as respostas
E sim, com as perguntas certas, corretas
Aparando as arestas
Sabendo que esses que atravessam meu caminho passarão
E eu....eu sobrevoarei a isso sorrindo....

Vestindo a nudez da vida
Apenas com meus desejos...
Tendo do beijo o principal gosto.
Cerrando desgostos.

Pois poemas com rimas de martírio
São como trens em descarrilo
Lembrados pela morte ou pela sorte
dos felizes sobreviventes
e nunca pela beleza da paisagem
do trem, da viagem, contentes...

Hoje Quintaneei
e do Amor me lembrei.
Fechei então meus olhos e minha boca
e nas horas poucas
bebi minhas lágrimas
e não falei sequer uma palavra ...

Te dediquei esse momento
sorrindo, falei ao tempo:
O amor mora aqui dentro... dentro de mim...

assim, num riso de criança
"E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas…"

Bem devagarinho meu amor...devagarinho....
Deguste junto a mim o sabor do carinho.
Se morrer, só de amor...
E pelo amor  VIVER... eternamente!" (Rose Felliciano)


*Mantenha a autoria do Poema*

.

Dedico esse poema ao Grande Poeta Mário Quintana! Poeta esse que me inspira e do qual sou sua fã n.00000000000000000001
Esse poema foi todo inspirado em outros poemas do Quintana e inclusive, cito entre aspas, uma parte do poema: "Canção do dia de sempre".
Boa leitura e as bençãos de Deus sobre a vida de todo aquele que por aqui passar... esse é o meu desejo!
Rose Felliciano
Enviado por Rose Felliciano em 22/05/2008
Alterado em 16/07/2014


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras